Cobramos abertura imediata das negociações!

15 de Maio de 2017 às 08:40

O Sindieletro enviou, no dia 03 de maio, o ofício 101/2017 para o presidente da Cemig, Bernardo Salomão, com o encaminhamento da proposta de Participação nos Lucros e Resultados deste ano formulada pelo Sindicato e aprovada por 98% dos eletricitários, nas assembleias realizadas de 07 a 27 de abril. Cobramos a abertura imediata das negociações.

A proposta apresentada à Cemig prevê montante de 4% do Lajida, com um valor mínimo de R$ 150 milhões a ser distribuído. Também defendemos a distribuição linear da PLR 2017, além de seis indicadores de metas, que representam as principais dimensões operacionais da empresa.

A definição de metas para cada indicador será negociada em mesa com a empresa. Também queremos negociar um adiantamento da PLR 2017 a ser pago no final deste ano.

Os indicadores que defendemos são: DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Consumidor); IPTD (Índice de Perdas Totais da Distribuição);IASC (Índice Aneel de Satisfação do Consumidor); EIRMGF (percentual de energia impactada pelo mecanismo de redução de garantia física – mede a disponibilidade das usinas para o sistema elétrico); IDT (Índice de Disponibilidade da Transmissão) e ITC (Índice de Transferência de Custos – mede a apuração de custos secundários, visando maior controle e economia de custos).

Os indicadores são representativos das principais dimensões operacionais da empresa, sendo que cinco deles podem ser acompanhados mensalmente, como orienta o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF).

Os resultados da empresa refletem os esforços coletivos que não podem ser entendidos meramente como somatório dos esforços individuais ou de áreas específicas. Nosso processo de trabalho é coletivo, interdependente e solidário; por isso, também, a grande importância de garantirmos a distribuição linear.

 

Rua Mucuri, 271 , Bairro Floresta, Belo Horizonte MG, CEP: 30.150.190
31 3238-5000