PCR "de cima pra baixo" não trouxe nada de novo

19 de Abril de 2017 às 10:40

A Cemig vem elaborando o seu PCR, de cima para baixo. Para isso contratou uma consultoria – a Rhumos - que utiliza uma metodologia de construção do plano decidida somente pela diretoria da empresa, sem a participação dos sindicatos.

Até hoje foram feitas apenas duas reuniões para debater o tema. A Cemig, através do superintendente de RH, Luiz Augusto Barcelos, chamou o Sindieletro somente para explicar a metodologia de construção do PCR.

Dois consultores da Rhumos fizeram apresentações em Powerpoint para descrever os cargos e como se dimensiona o quadro de pessoal e de carreiras, mas não trouxeram nada de novo e nem o debate foi aberto. Por isso, consideramos que a negociação sobre a elaboração e a implantação do PCR ainda não começou.

A estatal até o momento não apresentou nenhuma proposta concreta para os sindicatos e, mesmo assim, afirma que vai implementar o PCR em outubro deste ano.
O Sindieletro não teve e não tem nenhuma participação nesse processo e reafirma que o PCR na empresa continua uma “caixa preta”.

Vamos continuar na luta e esperar as próximas reuniões para insistir na cobrança de transparência e democracia no plano.

Rua Mucuri, 271 , Bairro Floresta, Belo Horizonte MG, CEP: 30.150.190
31 3238-5000