Liquidação geral: Cemig põe dezenas de imóveis à venda

19 de Abril de 2017 às 10:20

Se no passado as ações irresponsáveis de compra de ativos e repasses milionários de dividendos aos acionistas contribuíram para endividar a estatal, hoje, a atual direção da Cemig se empenha ao máximo para reduzir ao mínimo a estrutura da empresa.

Promessas de valorização do quadro próprio, de acabar com a terceirização e da abertura de concurso público simplesmente foram esquecidas. 

Pelo contrário, a terceirização avança cada vez mais, até a operação das usinas serão terceirizadas e um novo programa de desligamento voluntário foi implementado. Câmeras de segurança substituem vigilantes nas usinas e subestações e eletricitários com 55 anos de idade continuam sendo demitidos.

Agora, a direção da empresa promove uma verdadeira liquidação para colocar mais de 30 imóveis localizados em todas as regiões do Estado à venda, o objetivo da Cemig é arrecadar cerca de 215 milhões com a transferência das propriedades. A Usina de Gafanhoto (foto), por exemplo, terá parte do seu terreno à venda.

Em algumas cidades, mais de um imóvel será vendido e em alguns deles estão instalados subestações e bases operacionais que serão fracionados para a venda.
Já em outros municípios, as unidades da empresa simplesmente fecharão as portas e os trabalhadores serão transferidos.

É o caso de Vespasiano, na grande Belo Horizonte. Lá a empresa acabou com o plantão, transferiu os eletricitários para o São Gabriel e disponibilizou o terreno para a venda.
A atitude da direção da empresa não considerou em nenhum momento os eventuais prejuízos Cemig coloca dezenas de imóveis à venda que a ação pode provocar aos moradores, às indústrias e à economia dessas cidades. Muito menos se preocupou com a saúde e a segurança dos trabalhadores, que terão de se deslocar vários quilômetros para atender ocorrências de falta de energia elétrica.

O Sindieletro vai se reunir com o prefeito e os vereadores de Vespasiano e de outras cidades onde os imóveis serão vendidos para propor uma audiência pública para esclarecer as conseqüências danosas adotadas pela direção da Cemig.

Rua Mucuri, 271 , Bairro Floresta, Belo Horizonte MG, CEP: 30.150.190
31 3238-5000