Cemig não negocia e Justiça decidirá sobre o Seguro de Vida

17 de Marco de 2017 às 08:40

Em audiência sobre a ação do Seguro de Vida ajuizada pelo Sindieletro, realizada no último dia 6, na Justiça do Trabalho, a Cemig se negou a fazer qualquer proposta de acordo com os aposentados. A Justiça deve decidir sobre o Seguro de Vida em Grupo, em primeira instância, apenas em maio.

Na audiência, a empresa manteve a intransigência, recusou qualquer negociação. A juíza ouviu as partes e deu prazo até 27 de março para a apresentação das razões finais por escrito. No dia 2 de maio encerra o prazo para a instrução do processo e a decisão de primeira instância deve ser dada logo após essa data. Não deve haver nova audiência sobre o processo.

A empresa demonstra confiança de que a Justiça estará ao seu lado, mas se esquece que, ao descumprir o Acordo Coletivo, vai para a ilegalidade. Afinal, o Sindieletro nunca assinou acordo reduzindo o capital segurado dos aposentados, como fez outras entidades.

O Sindicato afirma - desde o início desse impasse sobre o Seguro de Vida- que o montante envolvido nessa questão é insignificante para a Cemig e mostrou, no Chave Geral, casos de trabalhadores que teriam enormes perdas com essa arbitrariedade.

Na ata da audiência na Justiça está a confissão da empresa de que o custo para renovar o Seguro era de apenas R$ 4 milhões por ano, valor que não paga sequer as despesas com os novos cargos comissionados (ad nutum) que a atual gestão da Cemig criou para acomodar apoiadores políticos.

Também foi comprovado que a Cemig mentiu quando disse que as seguradoras não tinham mais interesse em renovar a apólice da empresa. Apresentamos à Justiça o documento da SulAmérica com proposta de aumento de R$59 para R$69 pelo capital segurado de cada R$100.000. Este valor seria inferior aos valores históricos da apólice, em torno de R$77 (por causa da retirada do IFPD em 2013).

Mais uma vez, fica claro que a alta gestão da empresa levou o Seguro de Vida para uma disputa prejudicial e irresponsável que poderia ter sido evitada.

Rua Mucuri, 271 , Bairro Floresta, Belo Horizonte MG, CEP: 30.150.190
31 3238-5000